Colesterol alto: o que é e o que fazer para combater?

Você já ouviu falar que o colesterol é um “vilão”para a saúde? É bem provável que a resposta seja sim. Mas o que muitas pessoas não sabem, é que ele é fundamental para muitas funções em nosso organismo. E o que significa quando os níveis sobem demais? Hoje você vai saber o que é colesterol alto e o que fazer para combater.

Nesse artigo você vai encontrar:

O que é colesterol e quais seus sintomas

Colesterol é um tipo de gordura encontrada no sangue e produzida pelo próprio organismo, que é responsável pela produção de aproximadamente 70% dessa gordura. Os demais 30% são ingeridos através da dieta. Essa gordura produzida pelo organismo é essencial para manter seu bom funcionamento. O corpo humano utiliza essa gordura para a produção de vários tipos de hormônios, como por exemplo testosterona, estrógeno, cortisol, vitamina D e ácidos biliares que auxiliam no processo de digestão das gorduras. Entretanto, quando são consumidas grandes quantidades de gorduras através dos alimentos, o fígado produz mais colesterol que o normal, aumentando assim, seus níveis.

O colesterol alto é assintomático, ou seja, não apresenta sintomas e é considerado uma “doença silenciosa”, quando seus níveis estão elevados, obviamente. Sendo assim, somente através de um exame der sangue é possível saber se seus níveis estão elevados ou não.

Relacionados:

HDL, LDL VDL e Colesterol Total: qual a diferença?

Existem quatro tipos de colesterol: o HDL (considerado bom) e o LDL (considerado ruim), o VLDL e o Colesterol Total. Conheça agora suas diferenças.

HDL, o colesterol bom

Esse é o colesterol que faz bem ao coração. É uma lipoproteína que absorve o colesterol das artérias e o leva de volta ao fígado para que seja eliminado. Dessa forma, o HDL tem a função de “limpar” o organismo. Altos níveis de colesterol HDL podem diminuir o risco de doenças cardíacas e derrames.

Em um exame de sangue, seus valores de referência são:

  • Ideal: acima de 60 mg/dl
  • Bom: acima de 40 mg/dl
  • Baixo: menor que 40 mg/dl

LDL, o colesterol ruim

É uma lipoproteína de baixa densidade que pode se acumular nas paredes dos vasos sanguíneos. Esse acúmulo é chamado de “placa”. À medida que seus vasos sanguíneos acumulam placa ao longo do tempo, o interior dos vasos se estreita. Esse estreitamento bloqueia o fluxo sanguíneo para o coração e outros órgãos. Dessa forma, quando o fluxo sanguíneo para o coração é bloqueado, pode causar angina (dor no peito) ou um ataque cardíaco.

Em um exame de sangue, seus valores de referência variam de acordo com o risco cardiovascular de cada indivíduo.

Risco cardiovascular:

  • Baixo: abaixo de 130 mg/dl
  • Intermediário: abaixo de 100 mg/dl
  • Alto: abaixo de 70 mg/dl
  • Muito alto: abaixo de 50 mg/dl

VLDL

O VLDL é o responsável pelo transporte dos triglicerídeos. Em excesso, também representa riscos de doenças cardiovasculares, por exemplo.

Em um exame de sangue, seus valores de referência são:

  • Alto: Acima de 40 mg/dl
  • Baixo: Menor que 30 mg/dl
  • Ideal: até 30 mg/dl

Colesterol Total

É o resultado das somas dos colesteróis HDL, LDL e VDL. Dessa forma, quando essa soma totaliza um valor superior a 190 mg/dl, os riscos de doenças cardíacas aumentam.

Por isso, os níveis de colesterol total em um exame de sangue são:

  • Desejável: menor que 190 mg/dl

Orientação alimentar: o que comer para baixar os níveis?

Uma dieta para diminuir os níveis de colesterol alto deve ser, antes de tudo, pobre em gorduras. Mas também deve conter poucas quantidades de açúcares, fazendo com que não só se reduzam os riscos de gordura acumulada, mas também melhore a circulação do sangue. Dessa forma, diminui-se as chances de doenças como infartou ou AVC, por exemplo. Mas então, o que comer para baixar os níveis ou até mesmo manter bons níveis?

  • Água: Aumente o consumo de água para pelo menos 2 litros por dia
  • Integrais: Arroz, macarrão, pão e farinhas integrais
  • Leguminosas: Lentilhas, feijões, grãos e soja, por exemplo
  • Laticínios: Leite desnatado, queijos brancos e iogurtes naturais
  • Oleaginosas: Nozes, castanhas, avelãs, por exemplo
  • Frutas e vegetais: Aumente a ingestão de frutas e vegetais

Alimentos que diminuem os níveis do colesterol alto

  • Peixes: salmão, atum, e pescada, por exemplo
  • Limão
  • Tomates
  • Alho
  • Uvas
  • Azeites
  • Vinho tinto

O que é preciso evitar

Existem alguns alimentos que devem ser evitados, pois além de serem ricos em gorduras, também são alimentos que aumentam os níveis de colesterol ruim. São eles:

  • Doces em geral: por exemplo chocolates, balas, sorvetes
  • Queijos amarelos
  • Carnes com gordura
  • Alimentos industrializados
  • Manteigas e óleos
  • Frutos do mar
  • Víceras de animal
  • Pele de aves

Dicas

Se você tem níveis elevados de colesterol LDL, seu médico pode recomendar remédios para baixar seus níveis e mudanças no estilo de vida para diminuir o risco de doenças cardíacas e derrames. Se você tem baixos níveis de colesterol HDL, converse com seu médico sobre mudanças no estilo de vida que podem ajudar a aumentar seus níveis.

Exercícios físicos, aliados a uma dieta saudável podem acelerar o processo de equilibrar os níveis de colesterol alto. Por isso, pratique atividades físicas regularmente.

  • Evite as frituras! Prefira alimentos cujo preparo possa ser feito cozido ou a vapor.
  • Procure fazer 5 refeições ao dia, sendo 3 as refeições principais e as demais, pequenos lanches.

Uma dieta saudável, exercícios regulares e, às vezes, medicamentos podem ajudar a reduzir o colesterol alto.

Sobre o Autor