Dieta do jejum intermitente funciona? Confira seus benefícios e muito mais

Para quem busca uma estratégia para perder peso de forma rápida, a dieta intermitente é uma boa opção. Você sabe como funciona a dieta do jejum intermitente? Confira seus benefícios e muito mais!

O que é a dieta do jejum intermitente?

Jejuar significa que você não irá se alimentar por um longo período de tempo. A dieta intermitente é uma dieta cujo o objetivo principal é o emagrecimento que intercala períodos de jejum e alimentação.

Ao contrário de algumas dietas para perda de peso, o método da dieta intermitente não restringe tipos de alimentos ou ingestão. Em vez disso, o que importa é quando você come. Além de ficar um período sem alimentação, a dieta intermitente envolve também a prática de exercícios físicos entre os períodos de comer e jejuar.

Embora a maioria das pessoas pratique o jejum intermitente buscando a perda de peso, a dieta também é associada a outros benefícios. De fato, estudos mostram que o jejum intermitente pode melhorar os níveis de açúcar no sangue, diminuir o colesterol e aumentar a longevidade

Relacionados:

Tipos de jejum intermitente

A maioria dos tipos da dieta intermitente concentra-se em limitar as refeições a uma janela de tempo específica – geralmente entre 6 e 8 horas do dia. Por exemplo, 16/8 de jejum intermitente restringe a alimentação a apenas 8 horas por dia e ficar sem a ingestão de alimentos durante as 16 horas restantes. Outros tipos da dieta do jejum intermitente envolvem jejuar por 24 horas, uma ou duas vezes por semana, ou reduzem significativamente a ingestão de calorias alguns dias por semana, mas comem normalmente durante os outros dias.

Jejum 12 horas

Este é o tipo de jejum mais fácil para quem deseja começar a dieta intermitente. Um jejum de 12 horas consiste em você se alimentar nas primeiras 12 horas do dia e não ingerir alimentos pelas próximas 12 horas. Por exemplo, inclua 3 refeições durante o dia, entre 8:00 da manhã e 20:00 da noite. O período do jejum  acontece entre 20:00 da noite e 8:00 da manhã.Esse é o método mais simples e fácil de seguir. 

Jejum 16/8

O jejum de 16 horas é um pouco mais complexo que o jejum de 12 horas, mas pode oferecer resultados um pouco melhores. Nesse método, a janela de alimentação é de 8 horas e jejum de 16 horas. Se optar por esse método método, o consumo de proteínas e carboidratos deve ser um pouco mais elevado. É comum  algumas pessoas pularem a refeição da manhã todos os dias e fazer lanches antes de outras refeições, por exemplo. O jejum 16/8 é o método mais escolhido pelos adeptos da dieta intermitente e possui uma maior eficácia.

Jejum 20 horas

Este é o método que permite que você faça pequenas refeições  de certos tipos de alimentos durante o jantar. No jantar você também deve se exercitar. Embora esse tipo de jejum intermitente seja mais difícil de seguir, é o método que fornece resultados incríveis e surpreendentes. Algumas pessoas optam por fazê-lo por uma semana ou duas, ou até mesmo antes de um compromisso especial. 

Jejum 24 horas

Ao optar por esse método, o jejum deve acontecer do café da manhã ao café da manhã, do almoço ao almoço ou do jantar ao jantar. Por exemplo, se você janta às 19h no dia 1, você deve jejuar até 19h no dia 2. Independentemente do que o título sugere, você não precisa jejuar por 24 horas. Mas durante esse período, é permitido fazer uma refeição, caso você tenha que tomar alguma medicação que deve ser ingerida com alimentos, por exemplo. Não são todas as pessoas que conseguem se adaptar a esse método. Ele é mais indicado para quem precisa perder peso rapidamente. 

Lembre-se sempre que não é necessário você se forçar a manter um padrão alimentar muito extremo, onde a fome e o cansaço predominem. Dessa forma, escolha o método que é mais fácil de seguir para o seu corpo.

Benefícios da dieta intermitente

Existem muitos estudos que demonstram muitos benefícios da dieta do jejum intermitente, como por exemplo:

  • Perda de peso rápida
  • Melhora o funcionamento celular
  • Diminui níveis de colesterol e triglicerídeos, contribuindo para a saúde do coração
  • Controle de açúcar no sangue, diminuindo as chances de desenvolvimento de diabetes tipo 2
  • Diminui a pressão arterial alta e equilibra a frequência cardíaca nos períodos de descanso
  • Melhora a disposição

Como o jejum intermitente ajuda a emagrecer?

Os alimentos que ingerimos, carboidratos, principalmente são rapidamente transformados em açúcar, que são utilizados pelo organismo para energia. Quando as células não usam todo o açúcar, ele fica armazenado nas células adiposas, assim como a gordura. Mas o açúcar só consegue entrar nas células através da insulina, um hormônio produzido no pâncreas. A insulina leva o açúcar para as células adiposas e o mantém lá.

O jejum intermitente pode ajudar na perda de peso, pois quando ficamos um período maior sem ingerir alimento, os níveis de insulina diminuirão e nossas células de gordura poderão liberar o açúcar armazenado para ser usado como energia. Dessa forma, a perda de peso ocorre quando os níveis de insulina baixam. O jejum intermitente permite que os níveis de insulina diminuam o suficiente para queimarmos a gordura.

O que comer na dieta intermitente

O ideal e recomendado é sempre consumir alimentos que promovam uma maior saciedade, como por exemplo: proteínas magras, frutas, legumes, verduras e cereais integrais, como arroz out macarrão integral. Tubérculos como a batata doce e a mandioca também são indicados.

Evite o consumo de alimentos industrializados, doces e todos os cereais refinados, que incluem pães, massas, arroz branco e alimentos que contenham açúcar refinado em sua composição.

Exercícios físicos

Se você se exercita, deve ser estratégico com a ingestão de nutrientes. Isso significa que a maioria dos carboidratos de suas refeições devem ser consumidos imediatamente após o treino. Por exemplo, se você comer das 11h às 19h, durante esse período, o ideal é fazer entre três e cinco refeições e jejuar a partir das 19h. às 11h. 

Dicas para melhorar sua saúde com o jejum intermitente

  • Evite açúcares e grãos refinados. Prefira frutas, vegetais, feijões, lentilhas, grãos integrais, proteínas magras e gorduras saudáveis
  • Deixe seu corpo queimar gordura entre as refeições. Não lanche. Seja ativo durante todo o dia.
  • Prefira uma forma mais simples de jejum intermitente, principalmente se for iniciante. Limite as horas do dia em que você come e, para obter o melhor efeito, e procure fazer mais cedo. Por exemplo entre 7h às 15h ou até 10h às 18h, ou no máximo até as 20h mas procure não fazer refeições antes de dormir).
  • Evite lanches ou refeições à noite ou o tempo todo.

Existem desvantagens?

Podem existir desvantagens na dieta intermitente. Se você é uma pessoa cujo organismo precise de ingestão constante, é melhor consultar um médico profissional antes de começar a dieta. Aliás, independentemente de qualquer coisa, é indicado consultar um profissional antes de começar qualquer dieta, pois ele irá indicar o melhor para você.

A dificuldade de adaptação ocorre com muitas pessoas, afinal, nem sempre é fácil ficar um período grande sem se alimentar.

No jejum intermitente, você pode sentir muita fome, principalmente se estiver no início. Ficar cerca de 16 horas sem comer, por exemplo, pode te deixar faminto, até se adaptar.

Você pode se sentir muito cansado, especialmente se você se exercitar logo pela manhã.

Contraindicações

A dieta do jejum intermitente não é indicada para gestantes e lactantes. Durante a gestação e a lactação são necessários muitos nutrientes. Se houver a dieta nesse período, podem ocorrer hipoglicemia, desmaios ou baixo peso no bebê.

Também não é indicada para crianças ou adolescentes, pois estão em fase de crescimento e precisam de muitos nutrientes para seu desenvolvimento.

Pessoas com doenças crônicas também não devem fazer a dieta intermitente, uma vez que ocorrem muitas mudanças no metabolismo e episódios de hipoglicemias podem acontecer. Por isso, pessoas que possuem doenças como por exemplo diabetes ou hipertensão arterial, não devem começar a dieta sem o devido acompanhamento médico.

 

Sobre o Autor

error: Content is protected !!