Glicose alta: quais são suas causas e quais os sintomas do Diabetes

A glicose ou açúcar no sangue é combustível para os órgãos e funções do corpo. A quantidade certa de açúcar no sangue é capaz de fornecer energia às células e órgãos de todo o corpo. Porém, ter altos níveis de glicose não fornece um aumento na energia. De fato, muitas vezes acontece o contrário, porque as células do corpo não conseguem acessar o açúcar no sangue para obter energia. O controle do açúcar no sangue está no centro de qualquer plano de tratamento para diabetes. Então, hoje vamos falar sobre a glicose alta e os tipos e sintomas do diabetes.

Nesse artigo você vai encontrar:

O que é glicose alta

A glicose nada mais é do que o açúcar presente na corrente sanguínea. E o organismo naturalmente possui açúcar ou glicose no sangue. Hiperglicemia é o nome que se dá quando ocorre o acúmulo de açúcar no sangue. O fígado e os músculos produzem um pouco de glicose, mas a grande maioria vem de alimentos e bebidas que são consumidas, especialmente os que contêm carboidratos. 

Então, para que os níveis de glicose se mantenham em níveis considerados normais, o corpo precisa de um hormônio chamado insulina, que é produzida pelo pâncreas. A insulina é responsável por direcionar as células do corpo para absorver a glicose e armazená-la. Se não houver insulina suficiente ou até mesmo quando ela não funciona corretamente, o açúcar no sangue se acumula. Dessa forma, quando os níveis de açúcar na corrente sanguínea estão elevados, é comum dizer que a pessoa está com a glicose alta. E quando isso acontece, deve-se ter total atenção principalmente para quem sofre de diabetes tipo 1 ou tipo 2, pois pode causar muitos problemas de saúde. Logo mais falaremos sobre os sintomas do diabetes.

Relacionados:

Existem dois tipos principais de hiperglicemia:

  • Hiperglicemia de jejum

Quando a pessoa está em jejum por pelo menos 8 horas e os níveis de glicose ultrapassam 130mg / dL, chamamos essa glicose alta de hiperglicemia de jejum.

  • Hiperglicemia pós-refeição

Se duas horas após se alimentar os níveis de glicose no sangue estiverem superior a 180mg / dL, pode-se considerar uma hiperglicemia pós-refeição. Entretanto, é muito importante frisar que uma pessoas sem diabetes raramente apresenta níveis de açúcar no sangue acima de 140 mg / dL após uma refeição. Quando ultrapassa, pode ser um dos primeiros sintomas de diabetes.

É importante tratar os sintomas de alto nível de açúcar no sangue imediatamente para que seja possível prevenir possíveis complicações e problemas de saúde futuros.

Causas da glicose alta

A glicose alta resulta, na maioria das vezes, da insuficiência da insulina, ou quando o organismo não utiliza a insulina da forma correta. Porém, existem outros fatores que podem alterar os níveis de glicose:

  • Condições emocionais, como estresse e ansiedade, por exemplo;
  • Doses alteradas de insulina;
  • Alimentação com alta ingestão de carboidratos;
  • Alta ingestão de açúcares;
  • Mudança de medicação;
  • Não praticar atividades físicas regularmente;
  • Ser portador de doenças como por exemplo a pancreatite (inflamação do pâncreas) e hipertiroidismo;
  •  Altos níveis de estresse, resultantes de AVC, ataques cardíacos ou outros traumas;
  • Tumores poucos comuns que são secretores de hormônios do crescimento.

Sintomas do Diabetes

Diabetes é um tipo de doença que é causada pela falta de insulina na corrente sanguínea ou até mesmo pela sua má absorção.

Existem muitas complicações de saúde que podem ser causadas pelo diabetes, como por exemplo problemas no coração, nos olhos, nas artérias e em órgãos como os rins. Quando o quadro de diabetes é muito grave, pode levar à morte. Por isso, quem sofre de diabetes deve ter cuidados redobrados com a saúde em geral.

Os principais sintomas da diabetes incluem vontade de urinar frequentemente, fome e sede em excesso. Porém, existem outros sintomas para ficar em alerta:

  • Fraqueza;
  • Cansaço em excesso;
  • Alterações no humor;
  • Náuseas e vômitos;
  • Infecções frequentes como por exemplo: na bexiga, nos rins e até mesmo na pele;
  • Formigamento nos pés e nas mãos;
  • Visão embaçada e feridas que custam para cicatrizar.

Quais são os tipos de diabetes?

Diabetes tipo 1

type 2 diabetes puzzle 300x167 - Glicose alta: quais são suas causas e quais os sintomas do Diabetes

O Diabetes tipo 1 é uma doença que acomete entre 5% e 10% da população brasileira. Geralmente é hereditária, por isso pode aparecer já na infância ou adolescência. Porém, com menos frequência pode acometer adultos. Quando a glicose alta for diagnosticada e consequentemente o diabetes, é muito importante começar seu tratamento, que exige o uso diário de insulina, bem como medicação para controle da glicose no sangue.

Diabetes tipo 2

images 29 - Glicose alta: quais são suas causas e quais os sintomas do Diabetes

O Diabetes tipo 2 acontece quando o organismo não consegue aproveitar de forma adequada a insulina que por ele é produzida. Geralmente acomete pessoas com sobrepeso, hipertensão, que são sedentárias, que possuem altos níveis de triglicerídeos e não mantém boas hábitos alimentares, por exemplo. Seu tratamento é fundamental, para que a doença não se agrave e também para evitar que outras doenças surjam como consequência.

Diabetes gestacional

Glucose 300x200 - Glicose alta: quais são suas causas e quais os sintomas do Diabetes

É um tipo de “diabetes temporário”, que ocorre durante o período da gravidez, onde os níveis de glicose aumentam, porém insuficientes para ser considerado diabetes tipo 2. Sendo assim, é muito importante que as futuras mamães façam o exame regularmente durante a gravidez, pois os riscos de complicações durante a gravidez e no parto podem aumentar. Quando diagnosticada na gravidez, pode-se ter uma maior chance de desenvolvimento posterior de diabetes para a mãe e o bebê.

Como prevenir manter os níveis de glicose sob controle

Sem dúvidas, ter hábitos saudáveis é a melhor forma de prevenção da doença. E para manter os níveis de glicose normais, antes de tudo, é necessário ter uma alimentação balanceada e praticar exercícios físicos. Invista na reeducação alimentar. Aposte em uma dieta low carb, que significa “baixa ingestão de carboidratos”. Siga as seguintes dicas:

  • Beba pelo menos 2 litros de água por dia;
  • Mantenha o peso ideal sob controle;
  • Se fuma, pare de fumar;
  • Pratique atividades físicas regularmente;
  • Diminua a ingestão de açúcares e sal;
  • Diminua a ingestão de carboidratos em geral;
  • Procure ingerir pelo menos três porções de frutas e verduras diariamente.

Mantenha exames de rotina em dia. Dessa forma é possível acompanhar seus níveis de glicose no sangue. E se por acaso os níveis aumentarem, procure um médico pois ele vai auxiliar com o melhor tipo de tratamento, afinal, cada caso deve ser tratado individualmente.

Sobre o Autor

Paula C
Paula C

Oi, sou a Paula Gosto de comer sem culpa depois de ter lutado e vencido a balança por anos. Acredito que isso pode ser conquistado por todas as mulheres que realmente querem melhorar a saúde e aqui posto conteúdo com este propósito.